AS UNIVERSIDADES MAIS ESTIMADAS DO MUNDO, POR VULTOS HISTÓRICOS!

AS UNIVERSIDADES MAIS ESTIMADAS DO MUNDO, POR VULTOS HISTÓRICOS!

Por Renneé Cardoso Fontenele

________

Fonte fotográfica: Wikipédia

Alguém, sem nenhuma dúvida, já ouviu o adágio: “Quem faz a escola é o aluno!” Observa-se, com isso, um critério sobremodo importante: o aluno reflete seu educandário, sobretudo quando tal reflexão se caracteriza positiva.

Pois bem! A Revista inglesa Times Higher (THES), desde 2004, elabora um Ranking das melhores universidades do mundo, e, do mesmo modo, desde 2003, a Universidade Xangai Jiao Tong.

Ambas, contudo, divergem um pouco acerca dos critérios. Mas, tais critérios, são inclinados aos institutos superiores dos Estados Unidos, Inglaterra e Japão.

Ora, minimizar a reputação de universidades que fizeram, e ainda fazem, a história dos grandes vultos universais, é, por baixo, pensar que a população do globo terrestre é toda leiga ou, então, dispensar a era da razão, abraçando a emoção e, de quebra, mostrar a “união” entre os países beneficiados com esses critérios.

Essa “Tríplice Aliança Capitalista” do século XXI (Estados Unidos, Inglaterra e Japão), entretanto, tem suas bases feitas de argila, que, na primeira grande enxurrada, será dispersa, até porque a União Européia, descontente com os resultados, fará o seu Ranking, em 2011.

O mundo todo é conhecedor do patriotismo doentio dos Estados Unidos, de forma que, acima de tudo, querem ser os primeiros nas conquistas de inestimáveis valores.

A História, todavia, se ocupa de elencar os maiores nomes: Lacan, Anatole France, Dostoiévisk, Albert Einstein, Wolfgang Pauli, Francis Bacon, Oscar Wilde, Shelley, Freud, Dante, Karl Marx, Che Guevara, Luíz Vaz de Camões, Antero de Quental, Fernando Pessoa, Soren Kierkegaard, Charles Darwin, David Hume, Goethe, Nietzsche, Hertz, Wagner, Wundt, Gandh, Vygotsky, Erasmo de Roterdão, Luis de Góngora, Elliot, Nicolau Copérnico, dentre outros nomes de igual relevância, enfim.

Será que a grandeza destes nomes não está ligada aos nomes de suas formadoras, quão o Collége Stanislas de Paris (França); Faculdade de Engenharia Técnico-Militar de São Petersburgo (Rússia), Instituto Federal de Zurique (Suíça); Universidade de Cambridge (Inglaterra); Universidade de Oxford (Inglaterra);

Universidade de Viena (Áustria); Universidade de Bolonha (Itália); Universidade de Bonn (Alemanha); Universidade de Buenos Aires (Argentina); Universidade de Coimbra (Portugal); Universidade de Copenhague (Dinamarca); Universidade de Edimburgo (Escócia); Universidade de Leipzig (Alemanha); Universidade de Londres (Inglaterra);

Universidade de Moscou (Rússia); Universidade de Paris (França); Universidade de Salamanca (Espanha); Universidade do Cabo (África do Sul); Universidade Havard (Estados Unidos) e Universidade Jaguelônica (Polônia)?  “A César o que é de César”.

Portanto, conforme o critério não valorizado pelas duas “pesquisas”, mencionadas acima, pode-se classificar as 20 mais conceituadas universidades do mundo, não havendo ordem classificatória e, especialmente, parcialidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Etiquetas:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: